10/22/2019

,

Ouça e cante os sambas do Festival 2020 da Imperadores


Apresentamos os sambas concorrentes no festival 2020!
Baixe, ouça, cante e compartilhe!

Samba 01 - Parceria: Thiago Love, Fred Severo e Douglas Paulista.


Samba 02 - Parceria: Leandro Queiroz, Cristiano Brocua e Tiago Goulart.



Samba 03 - Parceria: Arlindo Neto, Marcel da Cohab, Lucas Donato, Mamau de Castro, William da PV, Pranto, Sandro Buddy, Gustavinho Oliveira, Gravino e Leozinho Nunes.



Samba 04 - Parceria: Leandro Almeida, Moacyr Luz e Lu Astral.



Samba 05 - Parceria: Arilson Trindade, Vinicius Vila, Wilson Silva, Marcus Brum, Rodrigo Ferreira, Ciganerey, Tabajara Ortiz, Wagner Amaral e Cleber Amara.



Autor: Humberto Macedo - 10/22/2019 12:57:00 PM
, ,

Festival 2020 - Sambas Classificados




A Imperadores do Samba informa, conforme o regulamento, que aconteceu hoje, 21/10, a audição interna dos sambas inscritos em seu festival sendo classificados os seguintes sambas que irão para a apresentação em quadra dia 09 de novembro:

Samba 01 - Parceria: Thiago Love, Fred Severo e Douglas Paulista.

Samba 02 - Parceria: Leandro Queiroz, Cristiano Brocua e Tiago Goulart.

Samba 03 - Parceria: Arlindo Neto, Marcel da Cohab, Lucas Donato, Mamau de Castro, William da PV, Pranto, Sandro Buddy, Gustavinho Oliveira, Gravino e Leozinho Nunes.

Samba 04 - Parceria: Leandro Almeida, Moacyr Luz e Lu Astral.

Samba 05 - Parceria: Arilson Trindade, Vinicius Vila, Wilson Silva, Marcus Brum, Rodrigo Ferreira, Ciganerey, Tabajara Ortiz, Wagner Amaral e Cleber Amara.
Autor: Humberto Macedo - 10/22/2019 01:15:00 AM

10/21/2019

, ,

Vem aí... O Livro dos Imperadores

O ano de 2019 segue sendo de comemorações para o Mar Vermelho e Branco. Para imortalizar as seis décadas de história da Escola do Povo, no próximo dia 13 de novembro, a partir das 18h, acontece o lançamento oficial do livro "Imperador, eu teria tanta coisa pra dizer...". A obra, de autoria de Éder de Barros, Helena Cattani e Vinicius Brito, será apresentada ao público durante a Feira do Livro de Porto Alegre.



Para falar um pouco mais sobre este novo feito na trajetória dos Imperadores, conversamos com Éder de Barros, que além de ser autor do livro é também um dos temistas da escola para o carnaval 2020.

Como surgiu a ideia de escrever um livro sobre o Imperador?

Recebi o link sobre o livro do Império Serrano e achei que a Imperadores também merecia uma obra, em virtude dos seus 60. Então decidi de um dia para o outro montar o projeto antes mesmo de sequer comprar o livro do Império.

Contar 60 anos de uma escola de samba tão reconhecida como o Imperador requer bastante trabalho de pesquisa, coleta de informações... Como os três autores organizaram este trabalho?

Foram mais de 50 entrevistados, mais de 60h de áudio coletados mais de 30 endereços visitados. Esse trabalho foi em sua grande parte realizado por mim. A parte de pesquisa  em museus e bibliitecas foi feita pela Helena e a revisão geral feita pelo Vinícius. Cada um de nós ficou responsável por escrever um capítulo por década da história, totalizando 18 histórias.

Tem alguma história que você acredita que vai mexer mais com o coração vermelho e branco?

Nossa! Impossível escolher só uma, pois tenho certeza que cada história vai mexer de forma diferente com cada leitor, pois cada um vai se identificar com o momento, seja por ter vivenciado, seja por ser o principal envolvido. Eu particularmente chorei muito escrevendo sobre o Brinco, sobre o Betinho, sobre  a luta pela permanência na quadra da Érico! A história do Medina é demais! A história do Imperador na França é pitoresca! O lado mistico da escola é lindo! O primeiro tricampeonato (67,68,69), então! Nem se fala o quão emocionante é! Moitará e a verdadeira saga para se trazer o Índio! Impossível te eleger uma só.

Acredita que o livro da escola é uma porta para novas produções literárias com temática carnavalesca aqui no Sul? 

Assim eu espero! Já é hora de o nosso público experimentar outras vertentes que não seja tão somente a falada (seja através dos griots, seja através do samba enredo) cada escola de samba da nossa cidade merece sua obra literária para ver salvo boa parte de sua história.


Capa oficial do livro dos 60 anos dos Imperadores do Samba.


Autor: Édson Dutra - 10/21/2019 07:55:00 PM

10/15/2019

, ,

Oficina de Canto Popular Infanto-juvenil






A Imperadores do Samba, em parceria com a Fundação Iberê Camargo, promove a primeira Oficina de Canto Popular Infanto-juvenil do Quilombo Imperador. 

Ministrada pela cantora, atriz e professora de técnica vocal Andréa Cavalheiro, esta oficina especial faz parte da programação do Dia da Consciência Negra no Quilombo Imperador.

As atividades ocorrerão em dois sábados, nos dias 26/10 e 09/11, das 14hs às 17hs, na Fundação Iberê Camargo, e o encerramento será no dia 16/11, com a apresentação de um número musical ensaiado especialmente para o evento que marca o dia da Consciência Negra na escola.

Quem pode participar: 
Crianças e jovens entre 7 e 16 anos

Investimento: Gratuito

Local: Fundação Iberê Camargo
Av. Padre Cacique, 2000.

Inscrição pelo email: secretaria@imperadoresdosamba.com.br


Vagas limitadas!
Autor: Humberto Macedo - 10/15/2019 03:51:00 PM

10/13/2019

Escolha da Rainha 2020 Conheça as Candidatas

No próximo sábado (19), acontece a escolha da Rainha 2020 na quadra da Escola, após a festa de dia das crianças.

São oito candidatas e nesse post iremos apresentá-las a vocês. Em nossa página do facebook, postaremos o perfil individual.


JAQUELINE Ribeiro de Jesus. 24 anos. Pedagoga trabalhando com educação infantil.
IS: Nome Completo?
J: Jaqueline Ribeiro de Jesus.
IS: Data de nascimento?
J: 04.05.1995.
IS: Escolaridade?
J: Ensino superior completo em Pedagogia e cursando Técnico em Enfermagem.
IS: Profissão?
J: Pedagoga trabalhando com Educação Infantil.
IS: Qual sua relação com a imperadores?
J: No momento compondo umas das alas (As Malandras), mas minha vida carnavalesca é Imperadores do Samba. Sempre estive acompanhando a escola em seus shows e lugares por onde o pavilhão passava. Então minha relação diante da escola é de: amor e cumplicidade ao mar vermelho e branco.
IS: Porque quer ser Rainha da escola?
J: Me deparo hoje diante de um sonho que vem desde quando era pequena, sempre quis fazer parte do carnaval representá-lo de alguma forma e representar o carnaval com o nome do meu pavilhão é um orgulho. Hoje sinto que parte do meu sonho e da minha caminhada está sendo realizado por chegar até aqui e poder participar deste concurso.
IS: Qual o seu envolvimento com o Carnaval?
J: Vem desde quando criança. Quando brincava com minhas amigas de escolha da corte até mesmo confeccionamos fantasias para as nossas brincadeiras. Também minha família toda é envolvida e tem um amor inexplicável pelo carnaval tanto que meu pai criou um bloco de rua e faz apresentações na comunidade e estive sempre junto a ele nestas funções até mesmo nas organizações do bloco. Minha prima também concorreu para corte de Porto Alegre e ganhou como segunda princesa. Concorri pela primeira vez para a corte do litoral em Balneário Pinhal felizmente fui eleita e tive o prazer de representar o bloco durante todo o carnaval do litoral. O Carnaval é minha vida!!!
IS: Como está sendo a sua preparação para o concurso?
J: Esta sendo bem tranquilo e com muita expectativa e empenho.
IS: Na sua opinião o que é preciso para ser Rainha?
J: Eu acho que a simplicidade, alegria e a paixão pela escola e o Carnaval.
IS: Caso vença o concurso, como pretende atuar durante o seu reinado?
J: Com compromisso e intuito de representar o amor do nosso povo para com o Carnaval e a escola.
IS: Deixe uma mensagem para o Mar Vermelho e Branco.
J: Cada dia é uma dádiva, uma oportunidade de transformar sonhos em realidade. VAMOS LÁ IMPERADORES DO SAMBA!!! 🎶" _Vem meu amor, a Imperadores chegou a nossa família te envolve em seu manto. Respeite o leão nessa avenida_ !!! 🎶 SOU IMPERADORES ATÉ MORRER. 🦁

JÉSSICA Hilário de Lima. 32 anos. Enfermeira.
IS: Nome completo?
J: Jéssica Hilário de Lima
IS: Data de nascimento?
J: 15.09.1987
IS: Escolaridade?
J: Mestrado completo
IS: Profissão?
J: Enfermeira
IS: Qual a sua relação com a Imperadores?
J: Desde a infância tinha esse desejo/ sonho de desfilar na Imperadores do Samba. Uma das oportunidades veio em 2005 quando concorri a rainha da escola aos 17 - 18 anos. Naquela ocasião não fui escolhida, mas acabei posteriormente me tornando integrante da ala de mulatas nos anos de 2006 a 2010, após convite da coordenadora, Gisele Oliveira.
IS: Porque quer ser a Rainha da Escola?
J: Sempre foi um sonho ser rainha desta agremiação. Após 14 anos sinto que agora estou preparada para ser a soberana da escola do meu coração.
IS: Qual o seu envolvimento com o Carnaval?
J: O meu envolvimento com o carnaval vem desde a infância. Minha família sempre foi muito envolvida (morei na Encruzilhada do Samba até meus 4 anos) e desde os meus 2 anos desfilava ao lado do meu pai na bateria. Desfilei em alas infantis e após meus 18 anos comecei a desfilar pela Imperadores do Samba. Mesmo não estando no grupo show sempre estive presente nos ensaios da escola e nos desfiles anualmente.
IS: Como está sendo a sua preparação para o concurso?
J: Aos 45 do segundo tempo me inscrevi para o concurso, após o apoio de muitos amigos. Assim como o “Mar” sou resistência. Tenho passado por algumas intempéries na minha vida tanto pessoal quanto profissional, mas mesmo assim optei por me tornar ainda mais resiliente através da realização deste sonho. Então nessas últimas semanas tenho me dedicado a cuidar do corpo e da mente a fim de ter o meu melhor desempenho/preparação no dia do concurso.
IS: Na sua opinião o que é preciso para ser Rainha?
J: Para ser rainha da escola é preciso disciplina, postura, responsabilidade e estar engajada em relação as questões sociais e culturais da escola, do nosso carnaval e da sociedade.
IS: Caso vença o concurso, como pretende atuar durante o seu reinado?
J: Pretendo me dedicar ao máximo durante o meu reinado a Escola. Dar visibilidade as questões culturais relacionadas a Imperadores do Samba, levando a bandeira do Carnaval a lugares onde ele ainda não tem acesso, incentivando nossos projetos sociais e ajudando na manutenção da nossa cultura. Ainda pretendo atuar no fortalecimento do Quilombo Imperador, visto que na minha profissão fortaleço o empoderamento negro nos diversos espaços de atuação.
IS: Deixe uma mensagem para o Mar Vermelho e Branco.
J: Eu acredito que ser Soberana do Mar Vermelho e Branco é uma honra inigualável. Ser a Rainha da Escola será com certeza um orgulho imenso. Quero sentir de pertinho esse misto de orgulho e felicidade que o título proporciona. Prometo honrar com os compromissos, me dedicar a escola e ser referência para tantas outras meninas/mulheres que almejam esse espaço. Ser eleita a Rainha da Imperadores do Samba será um sonho.

JHULLYA Ely Henrique Azevedo. 18 anos. Auxiliar farmacêutica.


IS: Nome completo.
J: Jhullya Ely Henrique Azevedo
IS: Data de nascimento?
J: 08/01/2001
IS: Escolaridade?
J: Cursando 3º ano do ensino médio
IS: Profissão?
J: Auxiliar farmacêutica
IS: Qual a sua relação com a Imperadores?
J: Eu sempre tive vontade de fazer parte do carnaval, mas a minha timidez me limitava, meu pai é da comissão de frente do Estado Maior e queria muito que eu desfilasse la, mas meu coração falou mais alto e resolvi tomar coragem e tentar uma vaga no Imperador mesmo conhecendo apenas uma pessoa. Não sabia exatamente em qual segmento desfilar, mas queria fazer parte da escola. Então a Fernanda (Rainha da bateria) acabou me indicando.
IS: Porque quer ser a Rainha da Escola?
J: Só de estar participando já é uma experiência inesquecível. Para mim seria uma honra carregar na faixa de rainha da imperadores do samba toda a história de resistência que ela tem. Quero transmitir a todos essa energia e emoção que eu sinto ao pisar nessa quadra. Tenho um carinho muito grande pela imperadores e seria um privilégio enorme ser coroada, irei me dedicar totalmente e garanto representar a escola com todo o carinho e amor aproveitando ao máximo cada momento proporcionado
IS: Qual o seu envolvimento com o Carnaval?
J: Minha vida no carnaval passa pelo meu pai desde 2007, quando ele ficava ensaiando em casa e eu repetindo, minha lembrança mais antiga no carnaval foi quando desfilei pela praiana ainda pequena, não compreendia bem o que estava acontecendo mas era mágico e me marcou. Me joguei no mar vermelho e Branco em dezembro de 2018 na ala das leoas, logo depois entrei pra ala de passistas onde estou até então.
IS: Como está sendo a sua preparação para o concurso?
J: Estou estudando a história da escola, para compreender como a ideia daqueles 5 meninos deram origem a um mar de apaixonados. Tenho conversado com ex rainhas, não só dos Imperadores, mas de outras escolas para tentar compreender como cada uma encarou essa responsabilidade. Assisto vídeos de concursos anteriores para estudar postura, técnicas e expressões corporais das rainhas.
IS: Na sua opinião o que é preciso para ser Rainha?
J: Pra ser rainha é preciso se identificar com a escola, entender a mensagem que vai ser transmitida no carnaval, simpátia e samba no pé sempre, a rainha tem que estar disponível tanto para eventos quanto para projetos, fazer tudo de coração, a rainha precisa entender um pouco de cada segmento da escola e acima de tudo o amor que ela está representando pela imperadores.
IS: Caso vença o concurso, como pretende atuar durante o seu reinado?
J: Se eu vencer irei disponibilizar a maior parte do meu tempo me dedicando a escola, honrando e representando a faixa.
IS: Deixe uma mensagem para o Mar Vermelho e Branco.
J: Esse título é passageiro, mas o amor pela imperadores, é eterno. Quero ser a Rainha que não negou esforços para cumprir seus objetivos, uma soberana que representa e ama o mar vermelho branco.

MARIANA Ferreira Leon. 20 anos. Consultora Financeira.
IS: Nome completo?
M: Mariana Ferreira Leon
IS: Data de nascimento?
M: 12/05/1999
IS: Escolaridade?
M: Ensino Médio Completo
IS: Profissão?
M: Consultora Financeira
IS: Qual a sua relação com a Imperadores?
M: Atualmente faço parte do grupo show como 3° Passista da Escola.
IS: Porque quer ser a Rainha da Escola?
M: Sempre foi meu sonho concorrer a corte de Porto Alegre e mais do que isto poder concorrer na escola do meu coração, levar o nome dos Imperadores do Samba para onde quer que eu vá!
IS: Qual o seu envolvimento com o Carnaval?
M: Amo dançar, sambar e levar alegria a todas as pessoas que curtam o carnaval, e através do meu samba contagiar o povo.
IS: Como está sendo a sua preparação para o concurso?
M: Estou malhando, treinando e recebendo algumas orientações para fazer bonito no dia no concurso.
IS: Na sua opinião o que é preciso para ser Rainha?
M: Amar o pavilhão, entender sobre o carnaval e muito mais que usar a coroa é ser representatividade dentro e fora da escola.
IS: Caso vença o concurso, como pretende atuar durante o seu reinado?
M: Pretendo interagir ajudando e apoiando a escola em seus eventos principalmente no desfile onde a magia acontece.
IS: Deixe uma mensagem para o Mar Vermelho e Branco.
M: Antes de mais nada só tenho a agradecer pelos Imperadores ter me aceitado e deixar fazer parte desta grande Família. Convido a todos a prestigiarem o Dia das Crianças em nossa quadra com as apresentações das Mini Divas, Grupo Show, Bloco do Isopor e o Concurso da Rainha da Imperadores 2020. Obrigada Mar Vermelho e Branco.


PÂMELA Russiele de Araújo Brum. 29 anos. Atendente.
IS: Nome completo?
P: Pâmela Russiele de Araújo Brum.
IS: Data de nascimento?
P: 23/04/1990
IS: Escolaridade?
P: 2º grau completo
IS: Profissão?
P: Atendente
IS: Qual a sua relação com a Imperadores?
P: Sou mulata
IS: Porque quer ser a Rainha da Escola?
P: Gostaria de tentar ser a rainha, porque eu acho que não devemos nós dar limites, gostaria de ter a honra de vestir e sentir a coroa e honrar meu pavilhão.
IS: Qual o seu envolvimento com o Carnaval?
P: Sempre fui nos ensaios,mas me envolvi com a escola em 2017 para o carnaval de 2018 que o tema era africana mente mas infelizmente não ocorreu o desfile.
IS: Como está sendo a sua preparação para o concurso?
P: Tranquila pois estou lendo bastante buscando mais informações sobre a escola.
IS: Na sua opinião o que é preciso para ser Rainha?
P: Não basta só beleza ou samba no pé,mas sim um grande empenho,respeitar o próximo para q possa conquistar seu merecido espaço e fazer com q isso floresa dentro e fora da escola.
IS: Caso vença o concurso, como pretende atuar durante o seu reinado?
P: Dando o meu melhor pois o nosso carnaval está num momento difícil,o samba não morre mas ele agoniza. E precisa de pessoas com garra e dedicação,que estejam disposta lado a lado. E claro q irei aprendendo mais e mais com o passar do tempo.
IS: Deixe uma mensagem para o Mar Vermelho e Branco.
P: Não basta só gritar 'sou imperador até morrer', tem que vestir a camisa se entrega de corpo e alma e isto eu fiz . Obrigada meu Imperador por me dar tantas alegrias tantas lágrimas pois cada vez q ouço a bateria e como se fosse a primeira vez, meu coração dispara meu peito se enche de emoção um amor,uma paixão que sinto sem moderaçãoEu sim sou Imperador até morrer .....


THAMIRES Brum Ferreira. 22 anos. Modelo.
IS: Nome completo?
T: Thamires Brum Ferreira.
IS: Data de nascimento?
T: 03/04/97
IS: Escolaridade?
T: Ensino Médio Completo.
IS: Profissão?
T: Modelo
IS: Qual a sua relação com a Imperadores?
T: Minha relação com a escola: me identifico com a história, minha cor preferida é branco, sou colorada, acompanho os desfiles e os eventos sempre que posso. E me emociono ao ver toda vez que passa, pois somos a resistência do Samba e do Carnaval.
IS: Porque quer ser a Rainha da Escola?
T: Eu quero ser Rainha da Escola por uma questão de representatividade e passar para as pessoas durante meu reinado que carnaval não é só folia. É protesto, é um grito de liberdade, é resistir num estado racista, machista, homofobico, um governo que ainda vive a ditadura. Rainha é mais que um título, mais que representar o mar vermelho e branco, é lutar pra manter vivo a herança dos meus antepassados.
IS: Qual o seu envolvimento com o Carnaval?
T: Meu envolvimento começou em casa assistindo os desfiles na TV, vendo minha família cantarolar os sambas enredos de 1960, 70, 80, até chegar a minha vez de cantar junto em 2000. Meu pai sempre me arrastava para os ensaios, arrastões, shows, carnaval e etc. Eu nunca quis desfilar por achar que era só folia.
IS: Como está sendo a sua preparação para o concurso?
T: Estou me preparando, procurando me aprofundar na história da escola e do Carnaval de Porto Alegre.
IS: Na sua opinião o que é preciso para ser Rainha?
T: Pra ser Rainha é preciso ter os pés no chão, ser simpática, educada, engraçada, comportada, ter empatia, comprometimento.
IS: Caso vença o concurso, como pretende atuar durante o seu reinado?
T: Se eu vencer, vou assumir a postura de rainha, respeitar a hierarquia, aprender com a escola e ensinar o que sei.
IS: Deixe uma mensagem para o Mar Vermelho e Branco.
T: "Você é o maior representante dos seus sonhos na face da terra." Emicida.
Autor: Paula Peixoto - 10/13/2019 09:50:00 AM

Live do Mar!

Nossa Loja Virtual! Clique aqui!

Nossa Loja Virtual! Clique aqui!
Artigos Oficiais da Escola do Povo!

Nosso Compromisso com o Social